Não seria por obrigação?

18 novembro, 2006

Frase do verador Iraí (ele não tinha sido cassado?) na última semana:

“Coisas ruins saem em manchete de jornal.”

Estava falando do posto 24 horas, que ganha manchetes a qualquer problema, e quando tem “algum” bom serviço, ele não é valorizado.

Talvez ele não saiba, mas a Constituição do Brasil torna a saúde pública (posto 24 horas também), obrigação do governo federal. Como houve a municipalização da saúde para que houvesse uma descentralização, a saúde (posto 24 horas também) é obrigação do munícipio

Quando a prefeitura não respeita a Constituição e presta um atendimento de saúde ruim é direito das pessoas reclamarem.

Quando a prefeitura faz algo de certo na saúde, não é nenhum favor, por isso ninguém precisa ficar agradecendo em jornais e outros…

One Response to “Não seria por obrigação?”

  1. Claudio Pinho Says:

    Gostei desse post. É perfeito. Achei que fosse o único a pensar assim, mas felizmente não sou.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: