A longa história dos camelôs

25 julho, 2007

pirataria_camelos_.gif
Fonte: Jornal Litoral Notícias (20 de julho de 2007)

Já estou lendo a algum tempo, reportagens nos jornais sobre a eficiência da secretaria municipal do comércio (na verdade é indústria e comércio, mas eu não conheço nenhuma em Tramandaí).

O que a comerciante está revoltada na notícia acima, é que o camelódromo de Tramandaí, que fica em uma área pública, nunca foi fiscalizado!

Qualquer bactéria existente na cidade, sabe que o local que possui a maior quantidade de produtos (cds e dvds) piratas por metro quadrado é o camelódromo.

Não vou nem entrar no fato de não emitirem nota fiscal e não pagarem ICMS…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: